Prefeito atende prioridades da ETEC

Reunião na ETEC – Engenheiro Agrônomo Narciso de Medeiros (Colégio Agrícola) de Iguape, que aconteceu na segunda-feira, 25/02, gerou importantes ofícios relativos a obras, educação e saúde.

 

 

“São encontros como esse que conseguimos detectar os problemas e definir situações emergenciais, neste caso, além de atender as prioridades estreitamos o diálogo e a relação entre a Prefeitura e a Escola Técnica”, afirmou o prefeito Tony Ribeiro.

O primeiro ofício trata-se de uma atenção médica aos alunos, professores e demais funcionários que podem sofrer mal estar causado pelo calor dessa época do ano, nas atividades externas. Outra preocupação é o aparecimento constante de animais peçonhentos, como cobras. A equipe do PSF – Programa Saúde da Família, que atende o bairro do Itimirim, auxiliará no atendimento semanal. E, apesar de não ter casos registrados, é uma medida de prevenção que proporciona tranquilidade aos alunos que também contarão com uma planilha de exames periódicos, em dia.

O segundo é relativo às adequações das rotas do transporte escolar. No ofício deverá constar o local (bairro) e número de alunos a serem transportados, para que seja providenciada condução que atenda essa demanda.

O terceiro manifesta interesse em trazer cursos gratuitos de qualificação profissional, de curta duração (90 dias), do Programa do Governo do Estado “Via Rápida”, que ainda oferece bolsa-auxílio.

O último solicita manutenção na pavimentação da entrada da Escola que está esburacada e espalhar cascalho nos fundos, até o estábulo.

Outros assuntos entraram na pauta, mas será necessário um planejamento em conjunto com a Defesa Sanitária do Estado, com respaldo da Legislação, para resolver, por exemplo, a questão de animais soltos nas ruas, principalmente cavalos. Uma saída foi adequar um local para receber esses equinos apreendidos, fazer os exames necessários e, se não conseguir localizar o proprietário, o animal pode ir a leilão, bem como a castração de gatos e cachorros. Da mesma forma, oportunidades de estágio e reaproveitamento das podas e matos como adubo, serão avaliadas.